Páginas

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Ufersa oferece 1.320 vagas no SISU, 188 para pessoas com deficiência


Começaram nesta segunda, 29, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada 2017.2. E nesta seleção tem novidades.
É que agora o SISU traz a inclusão de vagas reservadas para Pessoas com Deficiência – PCD – dentro das 50% das vagas destinadas para cotas, o que se tornou obrigatório a partir da lei Nº 13.409 de 28 de dezembro de 2016.
A Ufersa está disponibilizando 1.320 vagas para 25 cursos de graduação nos campi de Mossoró, Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros. E dentro dessa nova política de cotas, 188 vagas serão destinadas para candidatos deficientes.
Para entender como são distribuídas as vagas nos processos seletivos para ingresso de novos acadêmicos em cursos de graduação da Ufersa, o Pró-Reitor de Graduação, o professor Rodrigo Codes, explica que 50% das vagas são para concorrência geral e no mínimo 50% para cotas de acordo com as leis Nº. 12.711/2012 e 13.409/2016.
Dessas vagas, metade vai para ingressantes com renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo e a outra metade para ingressantes independente de renda familiar. Em cada um desses subgrupos, tem as vagas reservadas para pretos, pardos e indígenas – PPI – e as demais para não PPI. O percentual de PPI é definido pelos dados do último IBGE de cada estado.
Para cada uma das quatro categorias acima mencionadas, há um percentual para Pessoas com Deficiência também com dados do IBGE para o RN. Com isso, dentro das vagas de cotas, tem-se 08 categorias. São elas:
1)   PPI com renda familiar até 1,5 Salários Mínimos (PCD);
2)   PPI com renda familiar até 1,5 Salários Mínimos (não PCD);
3)   Não PPI com renda familiar até 1,5 Salários Mínimos (PCD);
4)   Não PPI com renda familiar até 1,5 Salários Mínimos (não PCD);
5)   PPI independente de renda familiar (PCD);
6)   PPI independente de renda familiar (não PCD);
7)   Não PPI independente de renda familiar (PCD);
8)   Não PPI independente de renda familiar (não PCD).
Para essas 8 categorias acima, os candidatos deverão ter cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas. Ainda de acordo com o Pró-Reitor de Graduação, o professor Rodrigo Codes, a Ufersa já está se preparando para fazer a seleção das pessoas com deficiência.
“Para a seleção dos deficientes, estamos em discussão com a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e com a Coordenação de Ações Afirmativas, Diversidade e Inclusão Social da Universidade. Nesta quarta, 31, teremos uma reunião para fechar a comissão multiprofissional que será composta por médicos, psicólogos, assistentes sociais e pedagogas para a recepção da documentação das pessoas com deficiência. A partir do relatório dessa comissão, tomaremos as medidas necessárias para viabilizar o curso desses alunos de acordo com suas necessidades”, explicou o professor Codes.
Confira todos os detalhes e documentação necessária no edital publicado em sisu.ufersa.edu.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário