Páginas

domingo, 29 de janeiro de 2017

Prefeitura convoca censo e ameaça cortar salário de servidor que não responder


Com a proposta de atualizar e consolidar o banco de dados cadastrais do sistema de RH de Parnamirim, a Prefeitura promoverá no período de 1° de fevereiro  a 10 de março o recadastramento dos servidores da Administração, integrantes do quadro efetivo. O recadastramento é obrigatório e aqueles que não o fizerem terão a remuneração suspensa a partir do mês de março.
Nessa primeira fase, a atualização será realizada por meio do sistema SGI – Sistema de Gestão e Informação, onde o próprio servidor deverá acessar o site www.parnamirim.rn.gov.br e preencher o formulário de cadastro. E, na segunda fase do processo haverá a validação documental, visando a complementação do recadastramento com apresentação dos documentos obrigatórios.
Dentre os documentos exigidos estão: Identidade; certidão de nascimento ou casamento; CPF; PIS/PASEP/NIT; comprovante de residência atualizado; último comprovante de rendimento; título de eleitor; CPF e certidão de nascimento dos dependentes; declaração emitida pela chefia atestando a lotação do servidor; comprovante de escolaridade e carteira de registro do Conselho Regional da Categoria; e comprovante de anuidade, se for o caso.
A Secretaria de Finanças montou um calendário de recadastramento:
  • De 1/02 a 9/02 deverão se cadastrar os servidores com matrículas terminadas em 1, 2 e 3;
  • De 10/02 a 20/02 para os servidores com matrículas terminadas em 4,5 e 6;
  • De 21/02 a 10/03 para os servidores com matrículas terminadas em 7,8,9 e 0.
A validação do cadastro deve ser feita nos postos de atendimento: Secretaria Municipal de Educação (servidores da SEMEC e SEMUT);Secretaria Municipal de Saúde (servidores da SESAD) e Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (servidores da SEARH e demais secretarias).
A atualização dos dados cadastrais permitirá à Prefeitura ter um raio x do quadro de servidores, obtendo informações importantes, como por exemplo, o nível de escolaridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário