Páginas

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Mãe e filha de oito anos são mortas em final de semana violento no Rio Grande do Norte


Rosimeire Martins da Silva, de 29 anos, e Wisla Raila Martins Viana, de apenas 8 (Foto: Divulga??o/Pol?cia Civil)
 
Rosemare Martins da Silva, de 29 anos, e Wislla Raylla Martins Viana, de apenas 8 (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Mãe e filha, uma vendedora de roupas de 29 anos e uma menina de apenas 8, foram mortas a tiros na noite deste sábado (23) dentro de casa em Parnamirim, cidade da Grande Natal. De acordo com a Polícia Civil, o alvo dos criminosos seria a mãe. Um homem que também estava na residência, mas que ainda não se sabe se é parente das vítimas, também foi baleado. Ele levou um tiro na barriga, foi socorrido e permanece internado. Ninguém foi preso.
Delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcos Vinícius contou aoG1 que o duplo homicídio aconteceu dentro da casa da família, que fica no bairro de Monte Castelo. "Havia uma comemoração no local. Quando chegamos, encontramos muitas latas de cerveja. A família fazia algum tipo de festa", relatou. "Pelo as informações que recebemos, três homens entraram na residência em busca de Rosemere Martins da Silva, que foi baleada na garagem. A filha dela, Wislla Raylla Martins Viana, tentou correr para a cozinha, mas também foi atingida pelos disparos. Foi uma atitude covarde. O tiro atravessou as costas da menina", acrescentou.
Ainda de acordo com o delegado, a garota morreu na hora. Rosemare ainda chegou a ser socorrida, mas também não resistiu. "Já temos a identificação de pelo menos um dos assassinos. Ainda fizemos buscas por ele durante a noite e madrugada, mas não conseguimos encontrá-lo", disse Marcos Vinícius.
Sobre a motivação do crime, o delegado disse que ainda é cedo para qualquer afirmação. Contudo, ele contou que o homem com que Rosemare vivia foi morto há três meses. "Era uma pessoa envolvida com drogas. E essa é uma linha de investigação que não podemos descartar", ressaltou.
Por fim, Marcos Vinícius fez um apelo à população. "Para ajudar a polícia, existe o nosso Disque-Denúncia. É só ligar 181. Não precisa se identificar. Qualquer informação é muito importante", concluiu.
Fim de semana violento
Além das mortes de mãe e filha em Parnamirim, outras 12 pessoas também foram assassinadas no Rio Grande do Norte entre o sábado (23) e a manhã deste domingo (24). Em todos os casos, ninguém foi preso até o momento.

 
Em Mossor?, homem foi morto ao reagir a assalto na BR-304 (Foto: Marcelino Neto/O C?mera)
 
Em Mossoró, homem foi morto ao reagir a assalto na BR-304 (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)
Ainda segundo o delegado Marcos Vinícius, da DHPP, o mapa da violência ficou desenhado da seguinte maneira: foram quatro mortes em Parnamirim, outras três em Natal, duas em São Gonçalo do Amarante e uma pessoa foi vítima de latrocínio (roube seguido de morte) em São José de Mipibu, todas na região Metropolitana da capital. Uma outra pessoa foi vítima de arma de fogo em Rio do Fogo, a 80 quilômetros de Natal, e mais duas em Janduís e uma em Mossoró. Estas duas últimas cidades ficam na região Oeste do estado.
Em Parnamirim, além de Rosemare e Wislla, também foram alvos de disparos Edinaldo Cândido da Costa, de 44 anos, e Jean Jacques de Medeiros Ferreira, de 30. Edinaldo foi morto já na madrugada deste domingo. Ele foi baleado na rua Dr. Mário Negócio, no conjunto Vale do Sol, bairro de Rosa dos Ventos. Ainda chegou a ser levado para o hospital, mas morreu logo em seguida. Jean Jacques foi morto no sábado, crime ocorrido na Av. Sá de Mendes, no bairro de Santos Reis.
Em Natal, todos os três homicídios foram no sábado. Linnyker Rhanniel Braz da Silva, de 21 anos, foi morto a tiros no Potengi, bairro da Zona Norte da cidade. Gilmar Pereira da Silva, de 27, foi assassinado a tiros na rua Apucarana, no conjunto Santarém, que fica na mesma região. E também foi morto a tiros Ronaldo Cordeiro de Morais, de 18 anos. O crime aconteceu na chamada Favela do Mosquito, comunidade do Bairro Nordeste.
Em São Gonçalo do Amarante, foram mortos a tiros dentro de uma casa no distrito de Santo Antônio do Potengi, Euflausiano do Nascimento, de 39 anos, e Josemar do Nascimento Leite, de 32. Segundo a polícia, Euflausiano era tio da namorada de Josemar. O duplo homicídio também aconteceu na noite do sábado. Os dois bebiam quando os criminosos invadiram a residência e atitaram neles.
Em São José de Mipibu, um homem foi assassinado a tiros já nas primeiras horas deste domingo, mas ainda não foi identificada. “Acreditamos em crime de latrocínio, já que os pertences e documentos da vítima foram levados”, disse o delegado.
Ainda de acordo com Marcos Vinícius, uma pessoa também foi morta na madrugada este domingo em Rio do Fogo, no litoral Norte do estado, mas o corpo ainda não havia sido identificado.
Em Janduís, foi mais um caso de duplo homicídio, ocorrido na madrugada deste domingo. As vítimas, os irmãos Josemar Duarte, de 38 anos, e Antônio Jailson Fernandes Duarte, de 32. Eles dormiam em redes quando foram executados.
O crime em Mossoró também aconteceu na madrugada deste domingo. Foi na BR-304, próximo de uma ponte que dá acesso ao município de Governador Dix-Sept Rosado. A polícia relatou que Damião dos Santos Silva, de 42 anos, foi baleado ao reagir a um assalto. Ele voltava de uma festa, por volta de 4h30, quando a motocicleta em que estava enguiçou.
Dois homens, em um Gol de cor branca, pararam e anunciaram o assalto. Damião teria se negado a entregar um aparelho celular, sendo baleado pelos assaltantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário