Páginas

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Gazeta do Oeste anuncia fechamento após 38 anos de atividade no mercado jornalístico

Após 38 anos de atuação no mercado jornalístico do Rio Grande do Norte, o jornal Gazeta do Oeste, segundo jornal mais antigo de Mossoró, fecha suas portas.
A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira aos funcionários, em reunião com o corpo diretivo, e externado em seguida aos colaboradores e leitores, através de comunicado oficial no site do jornal.
O motivo do fechamento esta relacionado a questão financeira. A equipe do jornal O Mossoroense tentou entrar em contato com a diretora administrativa do jornal Gazeta do Oeste, Maria Emília, para comentar sobre o episódio, mas não obteve êxito nas tentativas.
Pelas redes sociais, jornalistas, alguns com passagem pelo Gazeta do Oeste, lamentam o fechamento do jornal.
“Muito triste presenciar, talvez, um dos cenários mais sombrios para os jornalistas mossoroenses. (...) O fim de um jornal é também o fim de um canal de comunicação, e assim, menos uma porta de informação”, declara o jornalista Esdras Marchezan.
“Trabalhei mais de 12 anos na Gazeta. Fiz amigos para a vida toda. Cobri visitas presidenciais, eleições, entrevistei pessoas incríveis, aprendi tanto... De repente, tudo acaba. O desapego é dolorido e a sensação é de luto”, disse a jornalista Iuska Freire.
Fundado em 30 de abril de 1977, pelo jornalista Canindé Queiroz, o jornal Gazeta do Oeste cumpriu por décadas a missão de informar o leitor potiguar. Com seu estilo forte e peculiar, o fundador do veículo, Canindé Queiroz se tornou uma lenda viva no jornalismo mossoroense.
Sua coluna “Penso, logo...” foi um marco no noticiário do município, em especial no aspecto político.
Segundo informações extra-oficiais, a direção avaliará a possinilidade de manter a versão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário