quinta-feira, 6 de novembro de 2014

'Cantar é mais fácil', diz participante do 'The Voice' que vai fazer o Enem

Nonô Lellis, de 17 anos, quer estudar música; ela fará o Enem como treineira (Foto: Flavio Moraes/ G1)

Dos sonhos de infância que incluíam ser domadora de tigre branco, bombeira ou cantora, Noêmia Lellis, de 17 anos, optou cantar. Atualmente cursa o ensino médio, se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que fará como treineira, e participa do programa “The Voice Brasil”, exibido pela TV Globo às quintas-feiras. Ela foi classificada na primeira fase, a audiência às cegas, e está na segunda etapa na competição, no time de Claudia Leitte.
Nonô, como é conhecida, herdou o nome e apelido da bisavó, e canta desde os 6 anos. Entre subir ao palco para se apresentar e encarar uma prova, ela treme mais as pernas na avaliação escolar. “A ansiedade de subir no palco é maior, mas depois que subo fico tranquila e me solto. Quando vou fazer prova fico bem nervosa, mesmo tendo estudado muito. Vai ser assim no Enem. Cantar é mais fácil do que fazer prova.”
A adolescente quer fazer faculdade de música e seguir como cantora profissional, por isso não relaxa nos estudos – até porque o Colégio São Luís, da rede particular em São Paulo, exige dedicação.
A expectativa da estudante com o Enem é se acostumar ao estilo de exame e preparar o psicológico, apesar de a escola aplicar várias provas neste mesmo modelo. Ela sabe que no próximo ano, quando estará no terceiro do ensino médio, a vida será ainda mais corrida. “Mas vai dar para conciliar e vai valer a pena.”
Nonô perdeu alguns dias de aulas e provas por conta da gravação do programa no Rio de Janeiro, mas fez as avaliações substitutivas. Ela conta que como tem menos de 18 anos, a direção do “The Voice” tem contato direto com a coordenação da escola para que as ausências não a prejudiquem. A agenda lotada, que inclui ainda as aulas de canto, fez com que Nonô ficasse mais focada.
“Quando sento para estudar, tenho de estudar. Mas está dando para levar tranquilo, meu namorado copia a matéria para mim, depois corro atrás”, diz. O namorado João Pedro está na mesma sala que ela. “Sento na primeira cadeira, presto atenção na aulas, estudo pra caramba”, afirma, embora admitida que física não é seu forte.
No ano que vem, além do Enem, Nonô vai prestar o vestibular da Universidade de São Paulo (USP), onde pretende cursar música. É lá que os irmãos estudam letras e economia. A única pessoa da família que enveredou para as artes é um tio que dá aulas de música na Inglaterra. Ela canta desde os 6 anos. Aos 10, postou seu primeiro vídeo cantando no Youtube e se surpreendeu com a repercussão. Foi postando outros em redes sociais. Aos 15, gravou dois clipes cantando hits de Demi Lovato e One Direction. Sempre com o apoio dos pais.
“Quero aprender mais e viver de música, meus pais sempre me apoiam muito. Sem esse apoio não seria possível.” Ela lembra que a carreira musical exige muito estudo. “Muita gente acha que cantar e só acompanhar um violão, mas é preciso aquecer a voz, estudar, além de aprender a parte teórica.”
Fama
Apenas uma aparição na TV fez com que Nonô aumentasse a fama que era restrita à escola e à internet. O número de seguidores nas redes sociais triplicou, recebeu até pedidos de casamento para o desespero do namorado. Nascida no Rio, embora more em São Paulo, ela diz que é reconhecida nas ruas, dá autógrafos e aproveita a projeção. “A abrangência do programa é muito grande, as pessoas vêm falar comigo, é muito legal.”
Fora a carreira de cantora, a adolescente tem uma vida igual a das outras meninas de sua idade. Teme ficar de recuperação em algumas disciplinas na escola, não gosta muito de balada, mas vai ao cinema, joga videogame e lê séries teens como “Harry Potter” e “Jogos Vorazes.”

Crédeitos: http://g1.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário