sexta-feira, 24 de maio de 2013

Serra do Mel realiza a 5ª Conferência da cidade



 O prefeito Fábio Bezerra (Fabinho) fez a abertura da 5ª Conferência das Cidades e falou da sua importância como instrumento democrático da nova gestão. 
 O Secretário de Administração e Planejamento Luiz Rocha e Coordenador Geral da 5ª Conferência das Cidades agradeceu a todos os delegados das Vilas que compareceram a Câmara municipal.
Vereadora Lívia Azevedo (PP), falou da necessidade da apresentação de propostas
 Vereadora Mércia Costa (PMDB) falou da importância das Conferências para os municípios

 O consultor de Empresas Assis Fernandes apresentou ações do Plano de Governo no tocante as ações de infra estrutura para o município

 A Consultora Juliana Cristine falou do tema: "Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!

 Vereador Moabe Soares (PR) - coordenador do grupo de trabalho sobre política urbana                            
 
                  Vanzinho Moura, Dona Eva e Amanda, apresentaram o trabalho falando sobre habitação

Valéria apresentou as propostas falando sobre o Conselho das Cidades

Sr. Assis apresentou as propostas sobre transporte e mobilidade urbana

 Kerginaldo Pereira eleito para representar o seguimento das associações


 Netinha eleita para representar as Vilas na Conferência Estadual em setembro. Uma boa disputa com Sônia, Amanda e Márcia. 


Geilson Moura apresenta o trabalho sobre saneamento



A recepção da Conferência contou com Rakhel (Gabinete) , Maele (Sec. Adjunta de Administração e Planejamento), Jaine (contabilidade) e Fernanda Camila (Ufersa)

No final a Vice-Prefeita Erivaneide Zacarias encerrou a 5ª Conferência das Cidades etapa de Serra do Mel ao lado dos delegados, representantes das vilas, secretários, gerentes, coordenadores, funcionários e colaboradores da administração Fábio Bezerra

Fonte: Blog G&A Consultoria

domingo, 19 de maio de 2013

Secretaria Municipal de Ação Social Realiza II Caminhada - Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Matéria extraída do Blog da EEPJA


"A violência sexual contra crianças e adolescentes é um problema mundial. Por ser ilegal, clandestina e em grande parte doméstica, é uma questão ainda pouco visível e difícil de ser qualificada, o que dificulta a responsabilização dos agressores. O mais freqüente tipo de violência a que estão sujeitas crianças e adolescentes é aquele denominado estrutural, em função da precária situação sócio-econômica das famílias das quais grande parte das crianças e adolescentes vítimas se originam. A defesa dos direitos e a proteção de crianças e adolescentes vítimas de violência e exploração sexual vêm sendo promovidas mediante ações integradas com as áreas de educação, saúde, cultura e justiça, visando à reintegração social e ao retorno da criança ou adolescente ao convívio da família e da comunidade."  
Denuncie: Disque Denúncia - Ligue 100
Fonte: http://www.sedh.gov.br

Este é o segundo ano que a Secretaria Municipal de Ação Social, em parceria com as Secretarias Municipal de Saúde e de Educação e Cultura, com o apoio das Escolas Municipal Vila Rio Grande do Norte e Padre José de Anchieta, Grupo de Escoteiros Local e o CRAS - Centro de Referência e Assistência Social - realizaram a 2ª Caminhada ao Combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.


A caminhada iniciou na Escola Municipal Vila Rio Grande do Norte passando pela E. E. Pe José de Anchieta, seguindo pela Praça Cortez Pereira e se concentrando na Praça do Idoso.


O evento foi aberto oficialmente pela Secretária de Ação Social, Edivânia Jácome que reforçou os cuidados dos pais, educadores e toda a sociedade para a discussão do tema que é uma realidade em todos os lugares. Em seguida falou as secretárias de educação, Milane Azevedo, a de saúde, Elizângela Bezerra e a presidenta do CONDICA, Iris Azevedo. 

O evento foi cerimoniado pela professora e assistente social Rejane Marques. Durante toda a tarde foi apresentada uma programação extensa, incluindo músicas, paródias, poesias, mensagens, homenagens, dramatizações, fantoches do grupo da melhor idade (CRAS) e das Escolas Municipal e Estadual e do Grupo de Escoteiros Local.

Um pouco da história: Por que a Escolha desta data?:
A escolha da data é uma lembrança a toda a sociedade brasileira sobre a menina seqüestrada em 18 de maio de 1973, Araceli Cabrera Sanches, então com oito anos, quando foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. Muita gente acompanhou o desenrolar do caso, poucos, entretanto, foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio de muitos acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.
Sua morte, contudo, ainda causa indignação e revolta. O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis.
De autoria da então deputada Rita Camata (PMDB/ES) - presidente da Frente Parlamentar pela Criança e Adolescente do Congresso Nacional - o projeto foi sancionado em maio de 2000 como Lei 9.970: “Institui o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil”.
Desde então, a sociedade civil em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes promovem atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.
Fonte:http://www.comitenacional.org.br/o-que-e-18-maio-000.php



sexta-feira, 3 de maio de 2013

O troco: Fabinho protocola Ação na Justiça Eleitoral por compra de votos por parte da coligação petista


NA ÚLTIMA HORA

Minutos antes da diplomação dos eleitos (Fabinho e Erivaneide), a Coligação "Serra do Mel de Todos" e o próprio candidato vitorioso em 7 de abril, Fabio Bezerra (Fabinho), protocolaram a Ação de InvestigaçãoJudicial Eleitoral - Nº 4229.2013.620.0034,contra a Coligação opositora e a candidata a prefeita Francisca Rodrigues Costa.

A ação movida em desfavor da candidata do PT, demonstra suposto abuso de poder econômico, através de compra de votos por parte de alidados da candidata, com a inclusão de fotografias e a demonstração da existência de vários casos de aliciamento de eleitores em troca de voto.

Além disso, a ação pede a juntada aos Autos, de procedimentos realizados no dia da eleição, por ordem da própria Justiça Eleitoral, tais como a apreensão de "santinhos" da candidata do PT (Dona Francisca), com cédulas de R$ 20,00 (Vinte reais) e a apreensão de uma sacola com camisetas vermelhas, que supostamente seriam distribuídas aos eleitores, e que foram encontradas em poder de um correligionário da candidata.

Eis, abaixo dados da Ação:
 
PROCESSO: Nº 4229 - AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL UF: RN
34ª ZONA ELEITORAL
Nº ÚNICO: 4229.2013.620.0034
MUNICÍPIO: SERRA DO MEL - RNN.° Origem:
PROTOCOLO: 126072013 - 29/04/2013 15:38
INVESTIGANTE: COLIGAÇÃO SERRA DO MEL DE TODOS
ADVOGADO: FRANCISCO WELITHON DA SILVA
ADVOGADO: LAURIANO VASCO DA SILVEIRA
INVESTIGANTE: FABIO BEZERRA DE OLIVEIRA, CANDIDATO A PREFEITO
ADVOGADO: FRANCISCO WELITHON DA SILVA
ADVOGADO: LAURIANO VASCO DA SILVEIRA
INVESTIGADO: FRANCISCA RODRIGUES DA COSTA, CANDIDATA A PREFEITO
INVESTIGADO: COLIGAÇÃO A MUDANÇA É PRA VALER ESSA MUDANÇA INCLUI VOCÊ
JUIZ(A): PEDRO CORDEIRO JÚNIOR
ASSUNTO: AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL - ABUSO - DE PODER DE ECONÔMICO
LOCALIZAÇÃO: 34ª ZE-34ª ZONA ELEITORAL
FASE ATUAL: 02/05/2013 12:29-Encaminhado

Fonte: Blog do Aldo

Dilma quer recursos do pré-sal aplicados na educação


Durante pronunciamento na TV, a presidente falou de ações do Governo Federal no âmbito do trabalho. Destacou a educação e cobrou que as famílias também participem do incentivo ao estudo.

- “O Brasil vai continuar usando instrumentos eficazes para ampliar o emprego, o salário e o poder de compra do trabalhador, mas a partir de agora vai privilegiar como nunca um instrumento que mais amplia o emprego e o salário: a educação”, disse.

Em tempo: Já a oposição afirmou, durante o dia de ontem, que faltaram "avanços sociais consistentes"

Fonte: Tony Martins

Deputado do PT quer a prisão dos Ministros do Supremo


NAZARENO !!!

Autor da PEC que submete algumas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) ao crivo do Congresso, o deputadoNazareno Fonteles (PT-PI) queixa-se da postura de ministros da corte que, a seu ver, desrespeitaram a lei. Para ele, a atuação de Cármen Lúcia e Luiz Fux, no caso dos royalties, e de Gilmar Mendes, no caso dos novos partidos, deveria ser resolvida com prisões e impeachment.
“Lei dos royalties do petróleo… Carmén Lúcia e Fux. Fux interrompeu o regimento aqui. Eu fosse presidente desta Casa ou do Congresso, eu aposto que eles fizessem isso. Mandava prendê-lo, e depois abria processo de impeachment”, disparou o deputado, em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco, no plenário da Câmara na noite desta segunda-feira (29).
Ao comentar a suspensão da votação do projeto que limita a criação de partidos, Fonteles disse que Gilmar Mendes também merecia ir para atrás das grades. “Um ato desse, por exemplo, que o Gilmar Mendes fez aqui, de entrar aqui com uma medida interrompendo uma lei [um projeto de lei], eu não pensava duas vezes”. O deputado confirmou quando foi questionado se se referia a “cadeia”. “Não é um atentado ao poder?”, respondeu Fonteles. “Claro que primeiro você teria que alertá-lo, mas, se ele reiterasse, é isso. E entrava com processo de impeachment no Senado contra ele.”
Em dezembro, Luiz Fux suspendeu a votação do Congresso que analisava os vetos da presidente Dilma à lei dos royalties do petróleo, a divisão das bilionárias verbas entre estados produtores e não-produtores do minério. Concluída a votação, em março, foi a vez de a ministra Cármen Lúcia suspender a nova lei, com os vetos de Dilma derrubados pelos parlamentares.
Vai ficar feio
Fonteles disse que a PEC 33/11 não é ilegal. Além disso, observa, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), não pode segurar o andamento dela, atrasando a criação da comissão especial para analisar a proposta de mudar a Constituição. “Ele está mal assessorado, ele não tem poder nenhum sobre isso”, disse o deputado petista.
“O que ele tem é que fazer o ato da comissão especial. Só de dizer isso, ele está ferindo o regimento e fica sujeito à crítica. Se de fato ele tomar ato sobre isso [segurar], com certeza eu vou recorrer à CCJ para derrubar a decisão dele, o que fica feio para ele”, disparou Fonteles. Ele pretende conversar com Alves.
O deputado disse que o Judiciário não tem a palavra final sobre tudo. “Isso é a mentira que os juízes do Supremo vêm dizendo e a mídia, reverberando. Não existe palavra final”, afirmou Fonteles. Ele afirma que, como a Constituição diz que o poder emana do povo, o STF está “abaixo” dos parlamentares. “O Supremo não é eleito e nem é o povo”, critica.
Fonteles disse não saber avaliar como anda a opinião dos petistas sobre a PEC 33, mas entende que o clima na Casa é favorável. O deputado disse que os parlamentares estão estudando melhor o texto e aceitando-o.
Fonte: Blog do Aldo

TRE/RN poderá cobrar dos candidatos cassados, despesas que deram causa a novas eleições



Felipão, de Caiçara do Rio dos Ventos (RN)
DECISÃO SERÁ DO TRE/RN


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte poderá cobrar dos prefeitos cassados que originaram novos pleitos o custo pelas eleições suplementares. Caso a ação seja impetrada pela Advocacia Geral da União representará cerca de R$ 136 mil a serem ressarcidos aos cofres da Justiça Eleitoral. O processo que originará a cobrança foi provocado pelo procurador geral eleitoral, Paulo Sérgio Rocha, e está na fase de análise da diretoria geral do Tribunal.
Até o momento, ocorreram eleições suplementares no Estado potiguar nos municípios de Caiçara do Rio do Vento e Serra do Mel. Neste último, o pleito custou cerca de R$ 60 mil e foi originado pela anulação do registro do candidato Manoel Cândido (PT), que venceu o pleito, mas não foi diplomado porque teve as contas referentes a eleição de 2006 desaprovadas.
Manoel Cândido (PT), de Serra do Mel (RN)
Já em Caiçara do Rio dos Ventos o eleitoFelipe Muller (PP) teve o registro negado porque a Justiça Eleitoral entendeu que a candidatura dele representaria o terceiro mandato de um mesmo núcleo familiar, já que o pai dele foi prefeito por dois mandatos. Naquele município, a eleição suplementar, realizada este mês, custou cerca de R$ 66 mil.
Embora no Rio Grande do Norte as ações para ressarcimento dos custos das eleições suplementares ainda não tenham sido impetradas, já há uma definição da Advocacia Geral da União sobre o assunto.
Desde o ano passado, a Justiça Eleitoral em parceria com AGU passou a cobrar de prefeitos cassados as despesas com a realização das novas eleições para escolher os sucessores. Até o momento, foram ajuizadas 34 ações de ressarcimento referentes às eleições municipais de 2008. Juntas, essas ações somam mais de R$ 1,3 milhão de gastos com novas eleições realizadas.
Fonte: Blog do Aldo

Deputado George Soares sugere ao governo criar programa de apreensão de animais nas estradas


Parlamentar em Ação 

Em pronunciamento feito na sessão plenária desta quinta-feira (2), o deputado George Soares (PR) chamou atenção para os riscos do grande número de animais soltos nas rodovias federais e estaduais do Rio Grande do Norte.

Baseado em dados da Policia Rodoviária Federal e do Controle de Tráfego do comando da Polícia Rodoviária Estadual, o parlamentar chamou atenção para o crescimento de acidentes provocador por animais nas rodovias.

- “Só de janeiro a abril deste ano a polícia estadual já registrou 8 acidentes. Nas rodovias federais, entre 2011 e 2012, o aumento foi de mais de 17%”.

O republicano protocolou requerimento solicitando o recolhimento desses animais e lembrou o falecimento do jovem Felipe, que faleceu no dia 28 de abril após colidir com um jumento no município de Ipanguaçu.

“Os dados são alarmantes. Sugiro ao Governo do Estado que faça um trabalho de identificação para que haja um controle da soltura desses animais”, comentou

Fonte: Tony Martins

Governo do Estado convoca mais 600 professores para a rede pública de ensino


Foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (03), a convocação e nomeação de 600 professores e especialistas que participaram do último concurso da Educação, para atuar na rede estadual de ensino.
Em 60 dias, outros 600 serão convocados para suprir as necessidades das escolas de todas as regiões. De acordo com  governadora Rosalba Ciarlini, a decisão de dividir a quarta convocação em duas etapas se deu para garantir  maior agilidade na contratação dos educadores.
Os professores e especialistas nomeados nesta sexta-feira serão distribuídos prioritariamente para os polos 1 e 4, que apresentam maior necessidade atualmente.
De acordo com a secretária Betania Ramalho, os professores devem ficar atentos ao quadro publicado no DOE, que está bem detalhado. “É preciso atenção, porque eles deverão se apresentar diretamente à DIRED para a qual foram convocados.”
Os aprovados para a 1ª DIRED, que integra o Polo 1, serão encaminhados prioritariamente para as escolas da Zona Norte de Natal e para as cidades de Macaíba, São Gonçalo e Extremoz. Já os convocados para o Polo 4, serão direcionados para a 8ª DIRED.
“Em relação ao Polo 4, o Diário Oficial mostra que 23 professores polivalentes estão sendo convocados para Mossoró. Os demais aprovados do polo deverão se apresentar exclusivamente à DIRED de Angicos, que apresenta um número maior de carga horária aberta”, ressaltou a secretária.
Quem também pede a atenção dos convocados é a coordenadora de Recursos Humanos da SEEC, Ivonete Bezerra.
“Desta vez, o local para apresentação dos convocados para as DIREDS de Natal e Parnamirim é a própria Coordenadoria de Administração de Pessoal e Recursos Humanos – COAPRH, que fica no prédio da Secretaria de Educação, no Centro Administrativo. Daqui faremos o encaminhamento para as escolas. Os convocados para as outras regiões, devem se apresentar na sede das diretorias regionais, conforme consta no Diário Oficial.”
Os convocados tem até o dia 31 de maio para se apresentarem. O primeiro passo é solicitar à COAPRH ou às DIREDS, o encaminhamento para a junta médica, apresentar os exames necessários, para depois retornar à COAPRH ou às DIREDS com os documentos solicitados e tomar posse do cargo. A lista completa com os exames, documentos necessários e locais para apresentação dos nomeados está a seguir:
Fonte: Jornal de Fato

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Dia do Trabalho: saiba como surgiu o feriado do dia 1º de maio



O primeiro dia do mês de maio é considerado feriado em alguns dos países do mundo. Além do Brasil, Portugal, Rússia, Espanha, França, Japão e cerca de oitenta países consideram o Dia Internacional do Trabalho um dia de folga.
A data surgiu em 1886, quando trabalhadores americanos fizeram uma paralisação no dia primeiro de maio para reivindicar melhores condições de trabalho. O movimento se espalhou pelo mundo e, no ano seguinte, trabalhadores de países europeus também decidiram parar por protesto. Em 1889, operários que estavam reunidos em Paris (França) decidiram que a data se tornaria uma homenagem aos trabalhadores que haviam feito greve três anos antes.
radativamente, outros países foram aderindo ao feriado. No Brasil, o feriado começou por conta da influência de imigrantes europeus, que a partir de 1917 resolveram parar o trabalho para reivindicar direitos. Em 1924, o então presidente Artur Bernardes decretou feriado oficial.
Além de ser um dia de descanso, o 1º de maio é uma data com ações voltadas para os trabalhadores. Não por acaso, a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) no Brasil foi anunciada no dia 1º de maio de 1943. Por muito tempo, o reajuste anual do salário mínimo também acontecia no Dia do Trabalho.
Este ano, foram organizadas diversas manifestações e eventos culturais para o Dia do Trabalho no Brasil. Se você quiser ver o que vai acontecer no 1º de maio na sua cidade, confira o mapa abai
xo.

Um recadinho para você


Meu nome é Patrícia, tenho 17 anos, e encontro-me no momento quase sem forças, mas pedi para a enfermeira Dane minha amiga, para escrever esta carta que será endereçada aos jovens de todo o Brasil, antes que seja tarde demais. Eu era uma jovem "sarada", criada em uma excelente família de classe média alta de Florianópolis. Meu pai é Engenheiro Eletrônico de uma grande estatal, e procurou sempre para mim e para meus dois irmãos dar tudo de bom e o que tem de melhor, inclusive liberdade que eu nunca soube aproveitar. Aos 13 anos participei e ganhei um concurso para modelo e manequim para a Agência Kasting e fui até o final do concurso que selecionou as novas Paquitas do programa da Xuxa. Fui também selecionada para fazer um Book na Agência Elite em São Paulo. Sempre me destaquei pela minha beleza física, chamava a atenção por onde passava. Estudava no melhor colégio de "Floripa", Coração de Jesus. Tinha todos os garotos do colégio aos meus pés. Nos finais de semana freqüentava shopping, praias, cinema, curtia com minhas amigas tudo o que a vida tinha de melhor a oferecer às pessoas saradas, física e mentalmente.
Porém, como a vida nos prega algumas peças, o meu destino começou a mudar em outubro de 1994. Fui com uma turma de amigos para a OCTOBERFEST em Blumenau. Os meus pais confiavam em mim e me liberaram sem mais apego. Em Blumenau, achei tudo legal, fizemos um esquenta no "Bude", famoso barzinho da Rua XV. À noite fomos ao "PROEB" e no "Pavilhão Galego" tinha um show maneiro da Banda Cavalinho Branco. Aquela movimentação de gente era trimaneira". Eu já tinha experimentado algumas bebidas, tomava escondido da minha mãe o Licor Amarula, mas nunca tinha ficado bêbada. Na quinta feira, primeiro dia de OCTOBER, tomei o meu primeiro porre de CHOPP. Que sensação legal curti a noite inteira "doidona", beijei uns 10 carinhas, inclusive minhas amigas colocavam o CHOPP numa mamadeira misturado com guaraná para enganar os "meganha", porque menor não podia beber; mas a gente bebeu a noite inteira e os "otários" não percebiam. Lá pelas 4h da manhã, fui levada ao Posto Médico, quase em coma alcoólico, numa maca dos Bombeiros. Deram-me umas injeções de glicose para melhorar. Quando fui ao apartamento quase "vomitei as tripas", mas o meu grito de liberdade estava dado.
No dia seguinte aquela dor de cabeça horrível, um mal estar daqueles como tensão pré- menstrual. No sábado conhecemos uma galera de S.Paulo, que alugaram um "ap" no mesmo prédio. Nem imaginava que naquele dia eu estava sendo apresentada ao meu futuro assassino.
Bebi um pouco no sábado, a festa não estava legal, mas lá pelas 5:30h da manhã fomos ao "ap" dos garotos para curtir o restante da noite. Rolou de tudo e fui apresentada ao famoso baseado "Cigarro de Maconha", que me ofereceram. No começo resisti, mas chamaram a gente de "Catarina careta", mexeram com nossos brios e acabamos experimentando. Fiquei com uma sensação esquisita, de baixo astral, mas no dia seguinte antes de ir embora experimentei novamente. O garoto mais velho da turma o "Marcos", fazia carreirinho e cheirava um pó branco que descobri ser cocaína. Ofereceram-me, mas não tive coragem aquele dia.
Retornamos a "Floripa" mas percebi que alguma coisa tinha mudado, eu sentia a necessidade de buscar novas experiências, e não demorou muito para eu novamente deparar-me com meu assassino "DRUGS". Aos poucos meus melhores amigos foram se afastando quando comecei a me envolver com uma galera da pesada, e sem perceber eu já era uma dependente química, a partir do momento que a droga começou a fazer parte do meu cotidiano. Fiz viagens alucinantes, fumei maconha misturada com esterco de cavalo, experimentei cocaína misturada com um monte de porcaria. Eu e a galera descobrimos que misturando cocaína com sangue o efeito dela ficava mais forte, e aos poucos não compartilhávamos a seringa e sim o sangue que cada um cedia para diluir o pó. No início a minha mesada cobria os meus custos com as malditas, porque a galera repartia e o preço era acessível. Comecei a comprar a "branca" a R$ 7,00 o grama, mas não demorou muito para conseguir somente a R$ 15,00 a boa, e eu precisava no mínimo 5 doses diárias. Saía na sexta-feira e retornava aos domingos com meus "novos amigos". Às vezes a gente conseguia o "extasy", dançávamos nos "Points" a noite inteira e depois farra.
O meu comportamento tinha mudado em casa, meus pais perceberam, mas no início eu disfarçava e dizia que eles não tinham nada a ver com a minha vida. Comecei a roubar em casa pequenas coisas para vender ou trocar por drogas. Aos poucos o dinheiro foi faltando e para conseguir grana fazia programas com uns velhos que pagavam bem. Sentia nojo de vender o meu corpo, mas era necessário para conseguir dinheiro. Aos poucos toda a minha família foi se desestruturando. Fui internada diversas vezes em Clínicas de Recuperação. Meus pais sempre com muito amor gastavam fortunas para tentar reverter o quadro. Quando eu saía da Clínica agüentava alguns dias, mas logo estava me picando novamente. Abandonei tudo: escola, bons amigos e família.
Em dezembro de 1997 a minha sentença de morte foi decretada; descobri que havia contraído o vírus da AIDS, não sei se me picando, ou através de relações sexuais muitas vezes sem camisinha. Devo ter passado o vírus a um montão de gente, porque os homens pagavam mais para transar sem camisinha. Aos poucos os meus valores, que só agora reconheço, foram acabando, família, amigos, pais, religião, Deus, até Deus, tudo me parecia ridículo. Meu pai e minha mãe fizeram tudo, por isso nunca vou deixar de amá-los.
Eles me deram o bem mais precioso que é a vida e eu a joguei pelo ralo. Estou internada, com 24kg, horrível, não quero receber visitas porque não podem me ver assim, não sei até quando sobrevivo, mas do fundo do coração peço aos jovens que não entrem nessa viagem maluca... Você com certeza vai se arrepender assim como eu, mas percebo que é tarde demais pra mim.


OBS.: Patrícia encontrava-se internada no Hospital Universitário de Florianópolis e descreve a enfermeira Danelise, que Patrícia veio a falecer 14 horas mais tarde que escreveram essa carta, de parada cardíaca respiratória em conseqüência da AIDS.
Por favor, repassem esta carta. Este era o último desejo de Patrícia.

Fonte: facebook