sexta-feira, 29 de março de 2013

Alto lá, poeta Crispim!

Serra do Mel
A disputa é entre PT e PMDB. Natural que os líderes de cada partido apoiem seus candidatos. Porém, a vinda de Henrique e Garibaldi ao palanque de Fabinho causou frenesi na companheirada. O poeta Crispiniano Neto, petista das antigas, ficou fumando numa quenga.

Todos contra
Danado é que não somente os peemedebistas foram a Serra. Lá estavam a deputada Larissa (que recebeu apoio do PT em Mossoró) e Leonardo Nogueira, do DEM, inimigo declarado do PT. Incrível como o Partido dos Trabalhadores consegue juntar tanta gente e partidos contra ele.

Luta local
O que Crispiniano não entendeu em 33 anos de luta é que a questão local é diferente da nacional. Se Henrique é aliado forte do governo federal não significa que tenha de verticalizar o apoio de ponta a ponta a ponta. Isso seria querer demais, já que nem no Estado
PT e PMDB se bicam bem.

Preço alto
Até hoje o PT do RN sofre de inanição aqui no Rio Grande do Norte. No passado, a candidata a prefeita Fátima Bezerra perdeu a eleição em Natal por rejeitar o apoio dos Alves. Mais recente perdeu com apoio dos Alves. E por último (sem Alves) não foi nem para o segundo turno.

Bom saber
Cada eleição é uma história. O poeta jogou a lanceta para George Soares, por este fazer parte do palanque. Ridículo se gloriar da derrota do deputado em Assú (com apoio do PT). Quantas derrotas humilhantes o PT (e o próprio Crispiniano) sofreram??? O sectarismo, de fato, cega.

Em fim...
Tenho pelo Crispiniano uma amizade recíproca, porém, tenho liberdade de discordar do velho guerreiro. Chamar os outros de Copa do Mundo ta sendo um elogio, se levar em conta que em Carnaubais, os caciques do PT não pisam aqui mais nem em época de eleição!

Fonte: Blog do Toni Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário