Páginas

segunda-feira, 27 de março de 2017

CONVITE

A Escola Estadual Padre José de Anchieta, convida os professores (que lecionam nas 1ª séries), profissionais da educação, estudantes das 1ª séries do Ensino Médio Vespertino e os pais e/ou responsáveis destes estudantes, para uma reunião de suma importância para todos.

Assunto: Apresentação do Projeto de Inovação Pedagógica – PIP à Comunidade Escolar.

Data: 28/03/2017                             Horas: 13:20 h
Local: Plenário da Câmara Municipal

sexta-feira, 17 de março de 2017

Governador atribui mortes no RN a facções criminosas e afirma que não deveriam gerar pânico


Uma declaração do governador Robinson Faria em entrevista concedida a uma emissora de rádio de Natal serviu para alimentar ainda mais a polêmica envolvendo o alto número de homicídios registrados no Rio Grande do Norte.
A declaração foi dada ao repórter Sérgio Costa, e veiculada no Jornal das Seis da FM96 na última quarta-feira. Indagado sobre o crescimento do número de homicídios no Rio Grande do Norte Robinson teria analisado que os crimes se concentram no mundo da criminalidade.
Segundo o blog do Jackson Damasceno, Robinson teria dito que cerca de 95% dos casos de assassinatos no estado são resultado da briga entre facções, guerra do tráfico, e que por isso não há motivo para o pânico da população. “Porque é coisa entre eles mesmos”, teria dito o governador.
Além de minimizar o cenário incomum que assola o Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria teria apresentado uma estatística imprecisa. Sem estrutura para investigar os casos, a maioria dos inquéritos não são se quer concluídos.
Prejudicado pelo marketing da sua campanha de eleição para o governo, onde se autodenominou o “governador da segurança”, e pela crise que assola o País, Robinson tem encontrado uma grande dificuldade para impor uma linha eficiente no segmento da segurança.
Com crescimento no número de homicídios, assaltos, e roubos em várias regiões do Estado, é cada dia maior a insatisfação em meio a sociedade norte-rio-grandense.

Empresas “maquiavam” carne vencida e subornavam fiscais, diz PF


Ao longo das investigações que culminaram na Operação Carne Fraca, deflagrada hoje (17) de manhã, a Polícia Federal (PF) descobriu que os frigoríficos envolvidos no esquema criminoso “maquiavam” carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para conseguir vendê-las. As empresas, então, subornavam fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização. A carne imprópria para consumo era destinada tanto ao mercado interno quanto à exportação.
“Tudo isso nos mostra que o que interessa a esses grupos corporativos na área alimentícia é, realmente, um mercado independente da saúde pública, independente da coletividade, da quantidade de doenças e da quantidade de situações prejudiciais que isso [a prática criminosa] causa”, afirmou o delegado federal Maurício Moscardi Grillo, em entrevista coletiva no fim da manhã, na sede da PF em Curitiba. Também participaram da coletiva o superintendente da corporação, Rosalvo Ferreira Franco, o delegado Igor Romário de Paula e o auditor da Receita Federal Roberto Leonel de Oliveira Lima.
Algumas das maiores empresas do ramo alimentício do país estão na mira da operação, entre as quais a JBS, dona de marcas como Big Frango e Seara, e a BRF, detentora das marcas Sadia e Perdigão. A Justiça Federal no Paraná (JFPR) determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão das empresas investigadas, que também são alvo de parte dos mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e busca e apreensão expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba.
Moscardi disse ainda que parte do dinheiro pago aos agentes públicos abastecia o PMDB e o PP. A Polícia Federal não identificou, no entanto, os políticos beneficiados pelo esquema, nem a ligação entre os funcionários do Ministério da Agricultura e esses partidos. “Não foi aprofundado porque o nosso foco era a saúde pública, a corrupção e a lavagem de dinheiro”, explicou o delegado.
A PF também informou ter interceptado um telefonema entre o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, e o ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná Daniel Gonçalves Filho – um dos investigados pela corporação. A Polícia Federal informou que não identificou, no entanto, ação criminosa por parte de Serraglio, que à época do telefonema era deputado federal. “Por cautela, no entanto, foi necessário fazer esse informe aqui para não sermos questionados”, disse Moscardi.
Investigação
A Operação Carne Fraca é resultado de dois anos de investigações e foi divulgada pela PF como a maior realizada na história da corporação. Mais de 1,1 mil policiais federais cumprem 309 mandados em sete unidades federativas: São Paulo, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Goiás. Além das empresas que participavam do esquema, a operação tem como alvo os fiscais do Ministério da Agricultura que se beneficiaram do recebimento de propina e de vantagens pessoais para liberar a venda da carne imprópria para consumo.
Além do repasse de dinheiro, os agentes públicos recebiam como propina produtos alimentícios das empresas, segundo a PF. Alguns, inclusive, já estariam começando a reclamar da qualidade dos alimentos que ganhavam para fazer vista grossa na fiscalização.
O delegado Maurício Moscardi ressaltou que a responsabilidade pelos atos criminosos é compartilhada por empresários e agentes públicos. “Não havia uma relação de extorsão, mas sim de benefício e de alimentação mútua entre eles. Os empresários também incentivavam e se sentiam próximos desse esquema; eram corruptores”, afirmou.
Dentro do Ministério da Agricultura, a PF descobriu que os funcionários envolvidos promoviam remoções (transferências) de fiscais para garantir a continuidade do esquema criminoso. A investigação começou, inclusive, depois que um fiscal se recusou a ser removido ao descobrir fraudes em uma das empresas envolvidas.
Outro lado
Um dos alvos da Operação Carne Fraca, o grupo JBS destaca, em nota oficial, que adota “rigorosos padrões de qualidade” para garantir a segurança alimentar de seus produtos. “A companhia repudia veementemente qualquer adoção de práticas relacionadas à adulteração de produtos – seja na produção e/ou comercialização – e se mantém à disposição das autoridades com o melhor interesse em contribuir com o esclarecimento dos fatos”, diz o texto.
Segundo a empresa, a ação deflagrada hoje atingiu três unidades da companhia – duas no Paraná e uma em Goiás. A JBS ressalta que “não há nenhuma medida judicial contra os seus executivos”.
Também em nota oficial, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, diz que, diante dos fatos narrados na operação, decidiu cancelar a sua licença de 10 dias do ministério. “Estou coordenando as ações, já determinei o afastamento imediato de todos os envolvidos e a instauração de procedimentos administrativos”, informou. “Todo apoio será dado à PF nas apurações. Minha determinação é tolerância zero com atos irregulares no ministério”, acrescentou.
Segundo Blairo Maggi, a apuração da PF indica que os envolvidos no esquema ilegal praticaram “um crime contra a população brasileira”, que deve ser punido “com todo rigor”. “Muitas ações já foram implementadas para corrigir distorções e combater a corrupção e os desvios de conduta, e novas medidas serão tomadas.” Para o ministro, no entanto, é preciso separar “o joio do trigo” durante as investigações.
O Ministério da Justiça também divulgou nota depois que a operação foi deflagrada. O texto afirma que a menção ao nome de Osmar Serraglio na investigação é uma prova de que o ministro não vai interferir no trabalho da Polícia Federal. “A conclusão, tanto do Ministério Público Federal quanto do juiz federal, é que não há qualquer indício de ilegalidade nessa conversa degravada”, ressalta a nota.
O PMDB, citado pela PF como suposto beneficiário de parte da propina, diz que “desconhece o teor da investigação, mas não autoriza ninguém a falar em nome do partido”. O PP, também apontado pela investigação como destinatário do dinheiro, ainda não se manifestou sobre o assunto.
Repercussão
No final da manhã, a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) emitiu nota oficial assinada pelo presidente da instituição, João Martins da Silva Júnior. No texto, a entidade defende a apuração dos fatos envolvendo frigoríficos e fiscais agropecuários e que, uma vez comprovados, possam levar à punição exemplar dos envolvidos.
A nota da CNA diz ainda que os produtores rurais brasileiros têm dado “grande contribuição ao desenvolvimento nacional” e afirma não ser justo que eles tenham a imagem “maculada pela ação irresponsável e criminosa de alguns”.
Em nota, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários diz que apoia a ação da Polícia Federal. “A operação está alinhada aos objetivos  de auditores fiscais federais agropecuários no sentido de aprimorar a inspeção de produtos de origem animal no Brasil”. Segundo o sindicato, as denúncias constam de processo administrativo que tramita no Ministério da Agricultura desde 2010.

Garantia-Safra é liberado para mais de 19 mil agricultores do RN


A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) liberou nesta sexta-feira (17) o pagamento do Garantia-Safra 2015/2016 para 41.913 agricultores familiares de 67 municípios dos estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.
O Rio Grande Norte tem o maior número de municípios e agricultores contemplados. São 19.227 agricultores contemplados com o seguro. Nos outros estados os números ficam: em 6.622 da Bahia; 671 do Ceará; 531 do Maranhão; 1.754 da Paraíba; 11.515 de Pernambuco; 700 no Piauí; e 893 em Sergipe.
O seguro de R$800 é pago em cinco parcelas de R$170, de acordo com o calendário de benefícios sociais da Caixa Econômica Federal. A medida é uma forma de tentar garantir que o alimento que deixaram de colher também não falte na mesa.
Até março deste ano, 684.683 agricultores de 780 municípios da Sudene foram beneficiados pelo Garantia Safra 2015/2016. A coordenadora geral do programa, Dione Freitas, explica que os pagamentos do seguro, referentes a essa safra, começaram a ser feitos desde agosto de 2015 e continuarão até junho deste ano. Ao mesmo tempo em que a adesão para a safra de 2016/2017 já começou.
O benefício é concedido a produtores cadastrados no programa e que tenham perdido ao menos 50% da produção agrícola devido à seca. Com a ação, o Governo Federal disponibilizará um recurso de mais R$7,1 milhões para atender o público-alvo.
No município de São Paulo do Potengi, interior do Rio Grande do Norte, a agricultora Eliane Martins de Oliveira, de 50 anos, convive há cinco anos com a seca que atinge grande parte do Nordeste, além do norte de Minas Gerais. Das plantações de fava, milho e feijão que plantou não tem colhido nem 10%, uma realidade difícil para quem produz e se mantém da agricultura.
“Nos últimos anos tem sido quase perda total, 90% da produção vai embora, e a gente não sabe quando isso vai mudar com esse clima irregular, sabe? Eu tenho recebido o Garantia-Safra por isso. É um incentivo que ajuda a gente nesses tempos de dificuldade, nesse período que a gente não consegue colher nada”, conta a agricultora.
Os agricultores que recebem o Garantia-Safra, possuem renda familiar de até 1,5 salário mínimo e plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, mandioca, arroz ou algodão. O programa contempla municípios da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) que estão sistematicamente sujeitos a perda de produção em função da estiagem.
“Tivemos mais de 977 mil agricultores aderidos ao programa na safra de 2015/2016 e o quantitativo para a safra 2016/2017 já chega a mais de 757 mil agricultores de 1000 municípios. A tendência é que, em vista da expectativa de falta de chuvas e pelas adesões acontecerem até abril, esse número cresça”, relata a coordenadora.
Uma vez aderidos ao programa, os agricultores familiares pagam anualmente um aporte de R$17,00, enquanto que os municípios, R$51,00 por cada agricultor, os estados, R$102,00 também per capita, e a União, no mínimo, R$ 340,00 por cada agricultor que fizer adesão. Os agricultores só recebem o seguro se todas as partes repassarem o recurso ao Fundo Garantia-Safra.
– Lista de municípios beneficiados no Rio Grande do Norte:
Caraúbas; Governador Dix-Sept Rosado; Janduís; Jardim de Piranhas; José da Penha; Pilões; Serra do Mel; Serrinha dos Pintos; Tibau; Afonso Bezerra; Angicos; Barcelona; Bento Fernandes; Caiçara do Rio do Vento; Campo Redondo; Fernando Pedroza; Ielmo Marinho; Jandaíra; João Câmara; Lagoa de Velhos; Lajes Pintadas; Macaíba; Macau; Parazinho; Passagem; Pedra Grande; Pedra Preta; Pedro Avelino; Presidente Juscelino (Serra Caiada); Riachuelo; Ruy Barbosa; Santa Cruz; Santa Maria; Santo Antônio; São Bento do Norte; São Bento do Trairi; São José do Campestre; São Miguel do Gostoso (dos Touros); São Paulo do Potengi; São Pedro; São Tomé; Senador Elói de Souza.

terça-feira, 14 de março de 2017

O SINDMEL Convida todos os servidores públicos de Serra do Mel para a Greve Geral

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Serra do Mel - SINDMEL - na pessoa do Presidente Francisco André da Silva, convida todos os servidores públicos do município e do Estado que trabalham na Serra do Mel/RN, para aderir ao movimento da Greve Nacional, na luta em direito dos trabalhadores públicos e rurais. 

O evento será na Escola Estadual Padre José de Anchieta a partir das 8 horas, e haverá uma palestra com o Dr. José Barbosa, assessor técnico da FETAM/RN, na ocasião será debatido a reforma previdenciária que o presidente Temer que impor, tirando os direitos adquiridos dos trabalhadores.

Lateral aposta em Frasqueirão lotado para ABC superar o São Paulo


Quarta feira é dia de decisão para o ABC Futebol Clube. O Mais Querido enfrenta o São Paulo em partida válida pela 3ª fase da Copa do Brasil. Apesar de o resultado do primeiro jogo ter sido desfavorável com a derrota por 3 a 1 no Morumbi, o torcedor abecedista tem razões de sobra para acreditar na classificação de seu time. É que no dia último dia 10 de março o clube completou exatamente um ano de invencibilidade no Frasqueirão, palco da decisão.
Confiante, o lateral-esquerdo Romano fala da importância de atuar com o apoio do torcedor para retomar o caminho da vitória. Ele acredita em um resultado positivo diante do tricolor paulista.
“Nosso torcedor nos passa muita energia positiva quando estamos em campo. Os ingressos já estão esgotados e com o Frasqueirão lotado vamos fazer de tudo para conseguir um resultado favorável e consequentemente sair com a classificação para a próxima fase”.
Para avançar na Copa do Brasil é necessário que o ABC vença no mínimo por 2 a 0. Caso o placar do primeiro jogo se repita, a partida será decidida nos pênaltis. A tarefa não é das mais fáceis, mas Romano enxerga o alvinegro preparado para esse grande confronto.
“O São Paulo é uma equipe extremamente qualificada e muito bem treinada pelo Rogério Ceni, mas também é preciso exaltar nosso elenco. Temos totais condições de reverter o placar da primeira partida. Vamos seguir a risca as orientações do treinador Geninho, além de manter a concentração e o foco em conseguir um bom resultado, sem deixar que a pressão do tempo nos atrapalhe”, concluiu Romano.
Vale lembrar que recentemente o ABC fez excelente campanha na Copa do Brasil. Em 2014, o Mais Querido chegou até as quartas de final da competição, sendo eliminado pelo vice-campeão Cruzeiro.

Cinco ministros de Temer e senadores estão na ‘Lista de Janot’


Pelo menos cinco ministros do governo de Michel Temer estão na lista de pedidos de inquéritos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. São eles: Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia e Comunicações) e Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores).

Segundo apurou o jornal Folha de S.Paulo, integram a relação ainda os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), além dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA), José Serra (PSDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG).
De posse dos pedidos, que estão sob sigilo, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), vai decidir se aceita ou não os pedidos para abrir os inquéritos e se manterá os casos sob sigilo. Não há prazo para Fachin tomar uma decisão.

Em audiência com governador, Fórum Estadual apresenta pauta de reivindicações


O Fórum Estadual dos Servidores se reuniu com o governador Robinson Faria nessa segunda-feira (13/03) . Em pauta os recorrentes atrasos de salários, a apresentação de um calendário de pagamento, bem como a Reforma da Previdência do RN.
O governador ouviu os pleitos dos trabalhadores, contudo, não deu respostas. Prometeu fazer uma análise e em seguida convocar nova audiência com o Fórum. Veja AQUI  o depoimento da coordenadora geral Fátima Cardoso.

Educadores de todo o país entram em greve geral a partir do dia 15 de março

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convoca os educadores a paralisar suas atividades a partir do dia 15 de março. A adesão é confirmada nos estados e municípios de todo o país. A mobilização da Confederação e das entidades filiadas conta como principais reivindicações a não aprovação da reforma previdenciária e o cumprimento do piso salarial dos professores.
“Convidamos não só os educadores, mas todos os trabalhadores a se juntarem a nossa causa. Todos sairemos perdendo com a aprovação da Reforma da Previdência proposta por esse governo. Vamos parar o país para conseguirmos a manutenção dos nossos direitos”, afirma o presidente da CNTE, Heleno Araújo Filho.
A CNTE é contra a reforma da previdência, proposta pelo governo, pois ela castigará a classe trabalhadora e os mais pobres do país, especificamente as mulheres educadoras, patrocinando o desmonte da previdência pública e promovendo os fundos privados.
A medida pretende acabar com a aposentadoria especial do magistério tanto para os novos concursados como para quem tem menos de 45 anos, no caso de professoras, e menos de 50 anos, no caso de professores. Isso significa que quase 70% da categoria dos profissionais do magistério, em efetivo trabalho na docência, deixará de ter direito à aposentadoria especial, sendo 66,48% de professoras (1.164.254) e 82,09% de professores (357.871) que se encontram abaixo da linha de corte.
A reforma traz outros prejuízos como o aumento da idade mínima para aposentadoria, que será de 65 anos para homens e mulheres, além da exigência de 49 anos de contribuição para ambos os sexos a fim de alcançar o teto remuneratório máximo no serviço público e na iniciativa privada, que será de R$ 5.531,31 neste ano.
Piso salarial
Já o novo valor do piso salarial foi anunciado pelo governo no dia 12 de janeiro e passou de R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. Para a CNTE, o valor do piso é insatisfatório, mas ainda é necessário lutar pela implementação desse pagamento aos profissionais em todos os estados e municípios do Brasil.
De acordo com dados do Ministério da Educação, apenas 44,9% dos municípios brasileiros pagaram o piso em 2016 e 38,4% cumpriram a jornada extraclasse. Levantamento da CNTE nas redes estaduais indicou que o piso foi aplicado integralmente em 14 estados, proporcionalmente em cinco e desrespeitado em oito. Com relação à hora-atividade, oito estados ainda não a cumprem.
Estudos da assessoria do Ministério da Educação, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) -2012, revelam que os profissionais do magistério com formação de nível superior possuem renda média 35% inferior à dos demais profissionais não professores.
A Confederação conta com o apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), doMovimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Frente Brasil Popular, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), da Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes), entre outras entidades.
CNTE
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) é uma entidade que congrega 50 sindicatos filiados no país, em uma base de mais de 4 milhões de trabalhadores das escolas públicas, entre ativos e aposentados, efetivos e contratados a qualquer título. 
Atividades dos sindicatos filiados:
SISMMAC/PR: Em uma assembleia lotada no Paraná Clube, o magistério de Curitiba reafirmou sua disposição de luta e aprovou o início da greve por tempo indeterminado a partir do dia 15 de março. Professores da rede vão suspender as aulas e se somar à luta nacional contra o desmonte da Previdência, com manifestação a partir das 9h, na Praça Santos Andrade.
ASPROLF: A greve, que tem o objetivo de fazer frente contra a Reforma da Previdência (a PEC 287), a priori, terá uma duração de dez dias, iniciando no dia 15 de março até o dia 24 de março, com uma agenda de lutas durante o período do movimento paredista. No dia 24, a categoria fará assembleia para avaliar o movimento; e, no dia 25, em Brasília, a Asprolf estará presente na reunião do Conselho Nacional de Entidades (CNE) da CNTE para, em nível nacional, avaliar a greve.
Sintep/MT: Para manifestar a indignação, a sociedade, puxada pelo movimento nacional da educação pública, estará nas ruas em todos os municípios do estado, no próximo dia 15 de março, na Greve Geral. A articulação da sociedade será contra a reforma ou a PEC da maldade, “uma reforma indecente que retira direitos dos trabalhadores, praticamente extingue a assistência social e penaliza os trabalhadores da educação duas vezes, quando prejudica em especial as mulheres, as quais são 80% da nossa categoria”, destacou o presidente do Sintep/MT, Henrique Lopes do Nascimento.
SINTEAM/AM: Por unanimidade, trabalhadores em educação do Amazonas decidiram paralisar as atividades no próximo dia 15 contra a reforma da previdência, a reforma do ensino médio, contra o racismo, pelo piso salarial nacional e por reajuste salarial.
SIMMP/VC - BA: Escolas e creches da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista estarão com as atividades suspensas no dia 15 de março, nos três turnos, em virtude da Greve Nacional da Educação – movimento organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), entidade a qual o SIMMP é filiado. Na data, todos os Trabalhadores da Educação municipal deverão se concentrar na praça Nove de Novembro, a partir das 9h, onde acontecerá uma manifestação com panfletagem. À tarde, a partir das 14h, a categoria participará de uma assembleia ordinária, na Câmara Municipal de Vereadores, onde será discutida a Campanha Salarial 2017, bem como os rumos da Greve Geral da Educação.
SINTEP/PB: Em Assembleia Geral realizada em 8 de Março, professores e funcionários de escola do Estado da Paraíba deflagraram Greve Nacional Unificada a partir do dia 15 de março, por tempo indeterminado. Entre os principais pontos de luta estão a Reforma Previdenciária, também conhecida como Reforma da Morte, as perdas de direitos trabalhistas, assim como o reajuste salarial do ano corrente.
Sind-UTE/MG: Em assembleia, milhares de trabalhadores/as de todas as regiões do estado votaram e aprovam o calendário de atividades, que define, entre outras ações, a deflagração da greve a partir de 15 de março tendo dias pautas: a luta contra a reforma da previdência (PEC 287) e pelo cumprimento dos acordos assinados pelo Governo do Estado.
SinteRN: A assembleia unificada do Estado e municípios aprovou o indicativo de greve geral da educação do Rio Grande do Norte. Nesta quarta-feira (15), será realizada outra assembleia unificada para deflagrar o movimento grevista convocado pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).A greve objetiva barrar a Reforma da Previdência proposta pelo governo Michel Temer, bem como garantir a implementação do Piso Salarial em todos os municípios.

Créditos: http://www.cnte.org.br

segunda-feira, 13 de março de 2017

Portal da Serra é o segundo colocado no Torneio Society Arena Brasil


No último sábado 11, o amigo Júnior inaugurou o espaço desportivo - Society Arena Brasil. Na oportunidade, foi realizado um torneio com 22 equipes.

O Blog Portal da Serra participou do torneio e chegou a final contra a equipe do ABC de Mossoró e conquistou o 2º lugar.

Jogaram pela equipe Portal da Serra - Diego Augusto, Diego Medeiros, Jeferson Costa, Sávio Linhares, Felipe Santos, Wagdemburg Andrade e Bruno Nobre (goleiro).

Parabenizamos ao casal Junior e Joana pelo empreendimento e nosso município, a equipe campeã do torneio - ABC e aos atletas que conquistaram o título de vice-campeão.