Páginas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Equipe de Futebol de Campo da EEPJA Conquistas Vice-Campeonato do JERNS 2016


A equipe de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta - campeã dos JERNS 2015, conquistou ontem, 29, o vice-campeonato do  Jogos Escolares do Rio Grande do Norte 2016, no Estádio Leonardo Nogueira o "Nogueirão", em Mossoró/RN.

A equipe dirigida pelo professor John Dehon e formada pelos alunos/atletas Edigleison Marinho, Fellipe Rafael, Cleiton Wesley, Allex almeida, Antônio Messias, Sávio Linhares, Sávio Zacarias, Wandson Thiago, Severino da Silva, Jonas Moura, Rafael Nobre, Jonas Oliveira, Douglas Soares, Erik Maranhão, Alex Nobre, Antonio Marcos, Marcos Antônio, João Víctor, Cleilton Galdino e Allan Lacerda.

O time fez sua melhor campanha de todos os JERNS, ganhou todas as partidas sem tomar nem um gol, totalizando 22 gols, e fez o artilheiro do campeonato com 7 gols - Rafael Nobre.

Mas, ontem, 29, na grande decisão com a E E Eliseu Viana, na qual já tinha jogado na primeira fase com este time e vencido por 4x0, a equipe do caju não conseguiu vencê-los novamente. O placar foi aberto no segundo tempo pela E E Eliseu Viana e com mais de dez minutos o Pe Anchieta empatou, em seguida o artilheiro Rafael Nobre mata no peito e gira um limão no canto esquerdo do gol e balança a rede com um golaço. Mas, infelizmente, em seguida os adversários viram o jogo já no finalzinho da partida e os árbitros apitam decretando o resultado final - Pe Anchieta 1 x Eliseu Viana. E a E E Eliseu Viana conquista o título de campeão, nos restando apenas o título de vice.

Benedito reafirma apoio ao ex-prefeito Bibiano e a França da Maranhão


O Ex-Vereador e maior liderança incontestável da Zona Norte da cidade, Benedito Holanda, da Vila Maranhão, desistiu de ser candidato a vereador pelo PMDB para apoiar o candidato a prefeito da oposição, Josivan Bibiano - PR.

Benedito também decidiu pelo apoio ao candidato a Vereador França, de quem teve total apoio à sua candidatura em 2004.

Em sua decisão, Benedito afirmou o desejo de votar em França, a quem considera como um filho, além de terem grande afinidade dada a relação de amizade que tem com o mesmo há anos.

Em relação ao apoio em definitivo a Bibiano, o líder político concluiu dizendo "Agora, sim. Estou do lado que sempre quis estar.

Márcia Maia defende regulamentação do Uber por geração de renda em Natal

A socióloga e candidata à Prefeitura do Natal, Márcia Maia (PSDB), defendeu investimentos para melhoria da mobilidade urbana para as pessoas na capital potiguar. Nesta segunda-feira (29), ela se manifestou favorável à regulamentação em Natal do serviço de Uber, transporte privado.
“O Uber não deve ser proibido. Deve ser regulamentado. O problema do transporte é muito sério, muito grave em nossa cidade. Dar o poder de escolha ao cidadão vai reduzir custos, melhorar a qualidade e ampliar a oferta do serviço de transporte. Ter uma opção a mais é benefício para a população”, afirmou Márcia.
A candidata destaca que o Uber, inclusive, pode ser bom para o taxista porque abre a possibilidade de o motorista continuar exercendo sua atividade de transporte individual privado sem os elevados custos que ele possa ter para arcar com o taxi, principalmente pelo fato de que muitos deles não são proprietários das concessões de operação dos táxis.
Márcia destacou ainda que diante do constante aumento do número de desempregados no país e no estado, a chegada de uma atividade que pode gerar renda e emprego deve ser vista como uma oportunidade.
“Com a crise econômica que estamos vivendo, por exemplo, os proprietários de veículos podem ter uma renda, ou seja, empregos diretos e isso tem acontecido em todo o mundo”, destacou.
Representantes de cidades como Nova Iorque, Paris, Barcelona, Toronto e Seul se reuniram para discutir as regulamentação da companhia em suas respectivas cidades. Ao todo, são 82 regiões, entre cidades, estados e um país, em todo o mundo.
“Sei que temos que avaliar as consequências para determinados setores, mas isso a gente faz com a regulamentação, o controle que o poder público deve exercer sobre certas atividades para que elas possam ter equilíbrio. Para que haja justiça”, justificou a socióloga.

Fátima classifica julgamento como “tribunal de exceção”

A senadora Fátima Bezerra (PT) utilizou seu tempo de questionamento para sair em defesa da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), durante o julgamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
A senadora disse que não esperava no primeiro mandato na Casa participar de um julgamento que, segundo ela, é um tribunal de exceção.
Durante os cinco minutos aos quais teve direito, a petista defendeu os atos do governo Dilma, disse que não houve crime e afirmou que a biografia da presidente afastada é honesta e de luta.
Sem fazer nenhum questionamento, Bezerra disse que ficará ao lado de Dilma, “em defesa da democracia”.

Governador assina termo com TJ para repasse de R$ 20 mi ao Fundo Penitenciário


O governador Robinson Faria assinou, na tarde desta segunda-feira (29), Termo de Recomposição Creditícia que autoriza o repasse de R$ 20 milhões do judiciário estadual para o Fundo Penitenciário (Fumpern). O montante, fruto de empréstimo celebrado com o Tribunal de Justiça (TJ), será empregado na construção de uma penitenciária com 600 vagas em Afonso Bezerra, região central do Estado.
“Este suporte vem numa hora primordial. Sabemos que hoje o grande clamor da população é por segurança, e há uma relação direta da segurança com o sistema prisional. Esperamos, num intervalo curto de tempo ampliar nosso sistema em quase 2 mil novas vagas”, ressaltou Robinson Faria.
O chefe do Executivo estadual explicou ainda que a obra do novo presídio em Afonso Bezerra está orçada em R$ 25 milhões. Os R$ 5 milhões restantes foram designados pelos Deputados Estaduais do RN, em emendas parlamentares. “Isso mostra que o Legislativo também está sensível a esta situação”, completou.
O Estado terá 36 meses de carência para dar início ao pagamento do empréstimo ao TJRN. Após esse período, pagará em 36 parcelas mensais de R$ 555 mil.

ABC vence Remo e assume liderança do grupo A da Série C

O ABC conquistou um importante resultado na noite desta segunda-feira (29). Jogando no estádio Frasqueirão, o Alvinegro bateu o Remo-PA por 2 a 0, pela 15ª rodada da Série C. Os gols do triunfo foram marcados por Echeverria e Jones, ambos no segundo tempo.
Com o resultado, o ABC assume a liderança do grupo A da Terceirona, com 25 pontos e saldo positivo de sete gols. O Fortaleza-CE é o vice-líder com a mesma pontuação, mas saldo seis.
A etapa inicial foi bastante morna no estádio Frasqueirão. O primeiro lance de perigo aconteceu apenas aos 21 minutos com o ABC. Lúcio Flávio se livrou da marcação e bateu forte de perna esquerda de fora da área. Fernando Henrique apareceu e fez a defesa.
Mesmo com dificuldades para criar boas tramas ofensivas, o Alvinegro seguiu com o domínio da partida. Na reta final do primeiro tempo, a equipe natalense teve duas chances em cobranças de escanteio. No entanto, Nando desperdiçou em ambas as ocasiões.
O segundo tempo começou da mesma forma do primeiro, com o ABC controlando a posse de bola. No entanto, a primeira chegada foi do Remo, em chute cruzado de Levy, aos 2 minutos. Aos 15, Fernandinho recebeu na área, bateu cruzado, mas Edson defendeu.
O time potiguar acordou e foi ao ataque após as entradas de Marrone e Echeverria nos lugares de Filipi e Erivelton. Aos 21, Jones recebeu de Nando, mas foi travado na hora do chute. Na sequência, Echeverria bateu escanteio, Cleiton cabeceou para a defesa de Fernando Henrique.
Melhor em campo, o ABC conseguiu abrir o placar. Aos 32 minutos, Jones mandou lindo passe para Echeverria, que, sozinho, tocou na saída do goleiro. 1 a 0 para o Alvinegro.
Aproveitando os espaços vazios, o Alvinegro ampliou o placar. Nando deixou Jones livre. O camisa 11 avançou, tentou uma vez e parou no goleiro. Na sobra, ele aproveitou e marcou o segundo do ABC, dando números finais ao confronto.
Na próxima segunda-feira (5), o ABC enfrenta o Ríver-PI pela 16ª rodada. A partida será no estádio Albertão, em Teresina, às 19h15.
Ficha Técnica
Local: Estádio Frasqueirão, Natal-RN.
Árbitro: Rudimar Goltara-ES.
Cartões amarelos: Alex Ruan (ABC); Jussandro, Eduardo Ramos, Fernando Henrique, Fernandinho (Remo-PA)
ABC: Edson, Filipi Souza (Marrone), Tiago Sala (Caio Mancha), Cleiton e Alex Ruan; Anderson Pedra, Guedes, Erivelton (Echeverria) e Lúcio Flávio; Nando e Jones. Técnico: Geninho.
Remo: Fernando Henrique (Ciro Sena), Levy, Henrique, Ítalo e Jussandro (Tsunami); Michel Schmoller, Yuri, Marcinho e Eduardo Ramos (Ciro); Edno e Fernandinho. Técnico: Waldemar Lemos.

Prefeitura do Natal não irá mais apreender veículos do Uber

A Prefeitura do Natal não irá mais apreender veículos que prestam serviço Uber de transporte de passageiros.
A Prefeitura do Natal informou por meio de nota divulgada nesta segunda-feira (29) que não irá mais apreender os veículos utilizados para a prestação do serviço Uber. A decisão foi anunciada após parecer jurídico da Procuradoria da Câmara Municipal que indicou a inconstitucionalidade do projeto que tramita na Casa Legislativa.

Com a decisão, estão suspensas as apreensões de veículos que utilizam o aplicativo para o transporte de passageiros até que ocorra a regulação definitiva dessa nova modalidade.

noticia_145641

No fim de semana, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) apreendeu 11 carros acusados por taxistas de prestar serviço da Uber. Embora automóveis do Uber tenham sido apreendidos, oito motoristas de táxi foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil por causa de ações contra condutores do serviço concorrente.

Confira a nota da Prefeitura na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Natal informa que, ao tomar conhecimento de parecer jurídico da Procuradoria da Câmara Municipal indicando a inconstitucionalidade do projeto que trata da utilização de aplicativos para o transporte de passageiros, encaminhado ao poder legislativo em agosto de 2015, e em comum acordo com a Câmara Municipal, irá retirar o referido projeto de lei.

Essa medida também se faz necessária para que haja uma discussão democrática entre todos os interessados na prestação do serviço e evitar que haja contaminação política/eleitoral no debate em torno de tema tão relevante para a cidade.

A prefeitura acredita que, ainda em 2016, logo após o momento eleitoral, haverá melhores condições para se dialogar com os interessados e toda a sociedade, através dos seus representantes no poder legislativo, um modelo de regulamentação que possa garantir a livre concorrência e ao mesmo tempo assegurar condições de igualdade entre todos os prestadores desse serviço.

A Prefeitura entende que esse debate deve se dar de maneira desapaixonada, dentro do princípio de se buscar uma solução que atenda, prioritariamente, os interesses do cidadão natalense.

A Prefeitura informa ainda que em contato dos dirigentes da STTU com os titulares da Promotoria de Defesa do Consumidor, ficou definido que a STTU não irá apreender veículos que exploram esse serviço até que seja aprovada a regulamentação definitiva desse modelo de transporte.

Patrício Júnior decepciona funcionários efetivos da administração no seu plano de governo

Os funcionários de carreira da administração se sentiram desprivilegiados, ao ler e não encontrar um comprometimento com o pagamento do plano de cargos carreira dos servidores da administração no plano de governo de Patrício Júnior, a lei que o prefeito criou, mas não executou até hoje. Se o prefeito não cumpriu com o que prometeu em seu plano de governo, imagina Patrício que não se comprometeu.
Para alguns funcionários a criação desse plano de cargos está sendo usado para iludi-los, fazendo com que fossem reforçar as caminhadas eleitorais do candidato do prefeito, usando este cheque sem fundo, esse plano de cargos e carreira criado e aprovado nas vésperas de eleição, já que se passaram mais de dois meses e o prefeito ainda não classificou e remunerou seus funcionários efetivos da administração. Os funcionários também temem que esta lei seja ignorada como acontece com a incorporação de gratificações (que só acontece seletivamente entre os correligionários dos atuais gestores).
De acordo com o esta lei o prefeito tem até 120 dias para pagar os funcionários, mas isso não obriga ao prefeito pagar somete após 120 dias, como se está percebendo. Os funcionários ainda podem ficar a mercê de uma que poderá pedir mais prazo e o prefeito chegar a não cumprir com sua própria “bem feitoria” na sua gestão.
Já pensando nisso o plano de governo de Dr. Gustavo, contempla logo na primeira página de propostas, estampando que o mesmo sendo prefeito irá executar (cumprir, fazer valer) o Plano de cargos carreiras e remunerações dos servidores da administração.
O Dr. Gustavo que também é servidor de carreira sabe muito bem dos desafios que irá enfrentar e quer contar com esses funcionários dando o seu melhor, e nada mais justo de que pagar bem a estes funcionários que conhecem a administração mais de que ninguém.

GUSTAVO QUEIROZ E CARLINHO ARRASTA MULTIDÕES PELAS RUAS DE PENDÊNCIAS


Sábado dia 27/08 Gustavo Queiroz e Carlos Montenegro, arrostou multidões pelas ruas de Pendências Rumo a Vitória em 02 de outubro próximo. A passeata e carreata saíram do Ginásio de Esporte Otton Bezerra e terminou no largo das Rocas na Rua João Martins, estima-se que aproximadamente três mil pessoas seguiram a pé esse trajeto. O povo de Pendências está querendo mudança, não aguenta mais o desgoverno do atual gestor e estão clamando em praça publica o nome de Gustavo Queiroz.

Dilma: impeachment resultará na eleição indireta de um governo usurpador


Ao apresentar pessoalmente nesta segunda (29), por cerca de 45 minutos, sua defesa aos senadores, a presidenta afastada Dilma Rousseff , ressaltou que foi ao Senado “olhar diretamente nos olhos” dos que a julgarão. Em seu discurso, Dilma não poupou críticas ao governo interino de Michel Temer.
“Um golpe que, se consumado, resultará na eleição indireta de um governo usurpador. A eleição indireta de um governo, que, já na sua interinidade, não tem mulheres comandando seus ministérios, quando um povo nas urnas escolheu uma mulher para comandar o país”, afirmou.
“Sei que, em breve, e mais uma vez na vida, serei julgada. E por ter minha consciência absolutamente tranquila em relação ao que eu fiz, venho pessoalmente à presença dos que me julgarão”, afirmou.
A petista negou ter cometido crimes dos quais é acusada, segundo ela, “injusta e arbitrariamente”. Hoje, o Brasil, o mundo e a história nos observam. E aguardam o desfecho desse processo de impeachment“, disse.
“Jamais atentaria contra o que acredito, ou praticaria atos contrários aos interesses daqueles que me elegeram”, disse a petista, visivelmente emocionada, com a voz embargada por várias vezes. Dilma disse que se aproximou do povo e, também, ouviu críticas duras a seu governo.
Composição ministerial
Dilma também disparou críticas à composição ministerial montada por Temer desde o afastamento dela, em 12 de maio deste ano. “Um governo que dispensa os negros na sua composição ministerial. E já revelou um profundo desprezo pelo programa escolhido e aprovado pelo povo.”
A presidenta afastada afirmou que durante seu governo e do presidente Lula, “foram dadas todas as condições para que as investigações fossem realizadas”.
“Assegurei a autonomia do Ministério Público, não permiti qualquer interferência política na atuação da Polícia Federal. Contrariei interesses, por isso paguei e pago um elevado preço pessoal pela postura que tive”, afirmou.
Cunha
Dilma lembrou a atuação do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi o responsável por dar o sinal verde ao processo contra ela na Casa.
Sobre os políticos que se aliaram ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ela disse eles encontraram “o vértice da sua aliança golpista”. “Articularam e viabilizaram a perda da maioria parlamentar do governo. Situações foram criadas com apoio escancarado de setores da mídia”, disse. “Todos sabem que esse processo de impeachment foi aberto por uma chantagem explícita do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.”
Segundo Dilma, se ela tivesse se “acumpliciado” com a improbidade e com o que, classficou, que “há de pior na política brasileira, como muitos até hoje parecem não ter o menor puder em fazê-lo, eu não correria o risco de ser condenada injustamente”, afirmou.